Páginas

 
Já estava na altura de atualizar o que andei a ler desde o fabuloso "O livro das coisas perdidas" de John Connolly até agora.
Vou fazendo isto aos bocadinhos, começando por estes cinco livros que li a seguir ao do Connolly.
 
 
 
 
 
 
Gostei deste pequeno livro. Uma leitura bem bonita e bem enquadrada no espírito Natalício. Eu é que o li fora do tempo (Fevereiro). Um mistério que envolve uma criança desaparecida, um roubo sem suspeitos e uma mãe famosa destroçada.
 
 
 
 
 
Li-o no meu kobo, tal era a curiosidade que tinha neste livro. Já leram a sinopse? É tão interessante.
A trama é bem criativa e cativante. Não é nenhuma obra-prima, mas é tão delicioso de ler!
 
35 meninas e apenas um lugar que garante o seu futuro e o da sua família, livre da fome e da miséria. Mas o que lentamente se vai descobrindo é que esta seleção está envolta em tramas e conspirações que poderão tornar-se fatais quer para a família real, como para a eleita. Fiquei "em pulgas" para ler o segundo, mas ainda não o arranjei :(
 
 
 
 
 
Livros que envolvam Highlanders lá vou eu a correr comprar e ler. Embora este foi, até agora, o mais fraquinho desta temática que li em português.
 
Na minha opinião este livro só melhorou após as primeiras 100 páginas o que não é lá muito auspicioso, tratando-se de um livro relativamente fino (336 páginas).

No entanto, foi uma leitura muito gira e engraçada e mesmo romântica, que me deu prazer em ler.

Agora é só rezar que a parva da Bertrand não faça jus à sua fama e pelo menos publique os restantes 2 livros da trilogia a que este livro pertence.

 
 
 
 
Primeiro livro que li do grande Stephen King. E não tenho palavras. Confirma-se apenas que quando se lê uma obra deste autor estamos perante algo inédito e ao mesmo tempo grandioso.
 

Excerto das páginas 31/32:
"(...) o que acontece é as pessoas inventarem uma história e agarrarem-se a ela - disse Vince. - Isso é bastante fácil, desde que haja apenas um fator desconhecido: um envenenador, um conjunto de luzes misteriosas, um barco naufragado com a maior parte da tripulação desaparecida. Mas com o Homem do Colorado não havia senão fatores desconhecidos e, portanto, não houve história. (...) Steffi, as pessoas não gostam de coisas assim. Não querem coisas assim. Uma onda é bonita de se ver quando se desfaz na praia, mas demasiadas fazem-nos sentir enjoados."



2 comentários

Catarina Ferreira disse...

Eu estou neste momento a ler o meu segundo livro dos Highlanders " O Domar do Guerreiro" e estou a adorar, tal como o primeiro. Este é de uma diferente autora, mas depois de ler a sua opinião fui ler a sinopse. Gostaria de saber, se não estiver a passar nenhum limite, de 1 a 5 qual é a classificação na sua opinião.
Parabéns pelo seu blog!

Miar à chuva disse...

Penso que agora a minha resposta já vai tarde.
Por isso peço desculpa Catarina.

Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger