Páginas



Sinopse:
Este é um conto das Highlands, de amantes amaldiçoados pelo destino e pela intemporal manipulação do rei Unseelie. Escrito durante a série Highlander e pressagiando a série Fever, trata-se de Moning no seu mais fino e divertido romantismo.

Roubado do seu lar nas Terras Altas da Escócia, aprisionado no tenebroso e gélido reino do rei Unseelie, Aedan suportou séculos de tortura antes de se tornar pura Vingança, o despachante de morte e destruição do rei das trevas no reino dos mortais.

A aspirante a romancista, Jane Sillee, sempre acreditou ter nascido no século errado, mas tem conseguido levar uma vida mais ou menos decente — se ao menos conseguisse deixar de ter esses sonhos recorrentes com um homem demasiado perfeito para existir...

Assombrada cada noite da sua vida por um devastadoramente provocante Highlander que vem até ela enquanto dorme, Jane tenta tirá-lo da cabeça e do coração escrevendo. Em criança ele costumava protegê-la, em mulher ele ama-a.

Quando uma antiga tapeçaria com a imagem do seu amado Highlander lhe aparece à porta, Jane é subitamente raptada para trás no tempo até à Escócia do século XV, para um castelo na ilha de Skye, onde lhe é dada uma oportunidade de salvar o amante dos seus sonhos... ou para sempre o perder.
 
Presa num jogo de morte entre as cortes de luz e de trevas dos Fae, Jane tem de encontrar um modo de perfurar o gelo até ao coração do seu Highlander. Mas será o amor de uma mulher mortal suficiente para derrotar tão vetustos e implacáveis imortais inimigos?

 
A minha opinião:
 
A culpa é minha. A culpa é inteiramente minha por ter visto apenas a capa e lido a sinopse e não ter feito uma pesquisa mais aprofundada.
 
Então resumindo é assim:
A história para a qual nos remete a sinopse preenche apenas 103 páginas. Preencheria bem menos se a editora tivesse optado pelo tamanho de letra normal e não por uma BEM VISÍVEL. (Talvez tamanho 14 ou 15).
 
Depois as restantes 120 páginas são pequenas tretas como:
  • Uma nota da autora.
  • Um posfácio.
  • Uma proposta para algo que a autora nunca escreveu na totalidade e com qualidade e que nunca tinha sido publicado.
  • Cenas apagadas do livro "O beijo do Highlander"
  • Uma versão bem light e na minha opinião apatetada do livro "O highlander negro".
  • Um excerto de um outro livro que nem é desta autora.
 
Além disso a editora não faz referência NENHUMA disto na capa e ainda vende o livro pelo preço normal destes livros de 15.26€ (já com desconto, claro).
Ora façam o favor!!!!!
 
Pessoalmente não o comprei numa livraria nem à editora (o que se fizesse não seria espanto nenhum porque eu adoro os livros desta autora), mas sim em 2ª mão. Mas mesmo assim não foi tão baratinho como isso!
 
Quanto ao conto em si foi bonitinho mas mal o acabei veio-me logo à cabeça parte do refrão daquela música do Sérgio Godinho:
Com um brilhozinho nos olhos
(...)
O que é que aconteceu diz lá
(...)
Metemos o carro
Muito à frente muito à frente dos bois
Ou seja fizemos promessas
(...)
E o que é que foi que ele disse?
E o que é que foi que ele disse?
Hoje soube-me a pouco
Hoje soube-me a pouco
Hoje soube-me a pouco
Hoje soube-me a pouco
Hoje soube-me a pouco
Hoje soube-me a pouco
Hoje soube-me a pouco
Hoje soube-me a pouco
(...)
Sérgio Godinho, "Com um brilhozinho nos olhos"

 2/5

3 comentários

Clarinda disse...

E eu que achava que era um livro "normal"! :(
Vou repensar a compra.
Obrigada!

Miar à chuva disse...

Olá Clarinda,
Também eu pensava assim.
Mas na próxima vez que estiveres numa livraria pega-lhe e vê o índice.
Acho mal é a SDE não fazer referência a isto nem no livro, nem no site :/

Obrigada pela visita e pelo comentário
Sandra

Ana C. Nunes disse...

Ainda bem que não sigo a série. Acho muito desonesto fazerem uma coisa destas com os leitores fieis. :(

Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger