Páginas


 
 
 
Sinopse:
The monster showed up just after midnight.
But it isn't the monster Conor's been expecting. He's been expecting the one from his nightmare, the one he's had nearly every night since his mother started her treatments.
The monster in his back garden, though, this monster is something different. Something ancient, something wild.
 
 
 
A minha opinião:
Durante um longo tempo ouvi falar bem deste autor. Queria experimentar um livro dele, mas nunca sabia qual seria o meu primeiro.

Gostava de ler a famosa trilogia Chaos Walking, mas não queria investir logo numa série.
 
Quando estava a ver uma série de vídeos antigos do canal booksandquills, eis que me deparo com este livro do qual nunca tinha ouvido falar.

Tinha de o ler. Mas havia um problema: queria ler a versão ilustrada.



Li-o na edição em paperback, mas ilustrada e fiquei siderada com tudo.

Conor é um miúdo a passar por um momento muito difícil a sua vida.
Sabemos apenas que a sua mãe, o seu pilar, está doente. Como os seus pais estão divorciados e com um pai a viver num outro continente, num outro país, com uma nova família e uma nova mulher (a qual é muito exigente), Conor vê-se nas mãos da avó.

Quando surge O monstro, Conor pensa que está preparado, mas nem nós estamos.

A verdadeira identidade deste monstro é desconhecida e o que ele pretende é o que nos assombra durante todo o livro.



Quando percebemos o que é, ou quem é O monstro e qual o seu objetivo, o nosso coração de leitor não aguenta e é inevitável a presença deste livro nos favoritos de quem o lê.

Tão bom. Tão cruel. Tão maravilhoso no seu uso de elementos mágicos para falar de algo tão destrutivo.


Só tenho elogios para este livro e para o seu conteúdo e as suas ilustrações.

Entretanto foi publicado cá em Portugal sob a chancela da Editorial Presença, mas infelizmente ainda não o vi. Estou curiosa para ver se mantiveram as ilustrações de Jim Kay.

Amei tanto este livro que entretanto já arranjei a lindíssima edição em capa dura e pretendo relê-lo.

Dei 5 estrelas em 5.
 
 
 

3 comentários

Páginas Encadernadas disse...

O ano passado li a versão não-ilustrada e este ano lerei a ilustrada :D
Em Pt publicaram a ilustrada em capa mole e consta que a tradução está porreira :D

Beijinhos

Miar à chuva disse...

Olá :)
Agora é que tenho mesmo de espreitar a edição da Editorial Presença.
Sabes se tem as ilustrações originais todas?
Bjinhos

Páginas Encadernadas disse...

Yup! É igual à tua só que em PT. Oh e a capa tem uns selos azuis

Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger