Páginas

 
 
Desde a primeira vez que tomei conhecimento desta história que a quis ler.
Apesar de o tema (suicídio de uma adolescente) ser bastante dramático e sensível, a forma como o autor resolveu escrever sobre este tema atrai-me.
 
Até tinha o livro em e-book, mas preferi tentar arranjar a edição portuguesa da Editorial Presença que acho simplesmente linda.
 
Adoro as cores, o desenho escolhido (que tem TUDO a ver com a história), o formato mais reduzido que não nem é de livro de bolso nem de formato "normal" (típico dos livros desta coleção Noites Claras)  e até os pequenos símbolos que nos alertam para algo durante a leitura que suponho existirem na versão original também.
 
Até ao ponto onde estou a ler não detetei qualquer erro de ortografia ou tradução. Mais um ponto em que esta edição está absolutamente impecável.
Resumindo, a ler e a adorar.
 
 
Sinopse: Naquele dia quando Clay regressou da escola, encontrou à porta de casa uma estranha encomenda com o seu nome escrito, mas sem remetente. Ao abri-la descobre que, dentro de uma caixa de sapatos, alguém colocara sete cassetes áudio, com os lados numerados de um a treze. Graças a um velho leitor de cassetes Clay prepara-se para ouvi-las quando é sobressaltado pela voz de Hannah Baker de dezasseis anos, que se suicidara recentemente e por quem ele estivera apaixonado. Na gravação, Hannah explica os seus treze motivos para pôr fim à vida, que a cada um deles correspondia uma pessoa e que todas elas iriam descobrir na gravação o seu contributo pessoal para aquele trágico desfecho.


2 comentários

Isaura Pereira disse...

Olá!

Já há muito tempo que vejo esse livro por vários blogues! E despertou-me muita atenção. Vou tentar ver se há na biblioteca da minha zona.

Beijinhos e boas leituras!

Miar à chuva disse...

Olá Isaura
Recomendo-o.
Gostei bastante.
Todas as personagens são tão humanas nas suas falhas que dá muito que pensar.

Bjinhos
Sandra

Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger