Páginas


Informação da editora:
Em 1820, na cidade de Nova Iorque, foram publicados pela primeira vez os contos «A Lenda do Cavaleiro sem Cabeça» e «Rip Van Winkle». As suas personagens principais tornar-se-iam rapidamente ícones da cultura popular americana, inspirando uma quase infinita produção de adaptações, de que o filme realizado por Tim Burton será um dos casos mais célebres. De resto, estas histórias de aventuras nunca mais deixariam de ser reeditadas, até aos dias de hoje.
«A Lenda do Astrólogo Árabe» foi primeiro publicada em 1832, na obra «Tales of the Alhambra», inspirada pelas longas temporadas que Irving passou em Espanha. Apesar de ser um texto menos conhecido, nem por isso é menos brilhante e menos representativo do universo ficcional do autor.
Enquadradas no contexto da literatura fundadora norte-americana, estes contos inspiraram grandes autores, nomeadamente Charles Dickens, Lord Byron e Edgar Allan Poe, que aclamaram Washington Irving pelo seu estilo espirituoso e provocador e pelo universo fantástico que criou.


A minha opinião:
Este é o meu primeiro livro da editora Tinta da China e devo dizer que o cuidado, a qualidade e a excelência estão todos presentes neste pequeno livro de três contos.
Este volume traz-nos três contos mágicos e emocionantes - A lenda do cavaleiro sem cabeça; Rip Van Winkle; A lenda do astrólogo árabe.
Do primeiro conto já conhecia as linhas principais, pois lembro do filme com o mesmo título de Tim Burton. Mas a história original é algo diferente e tem um final com duas possíveis interpretações, facto que me agradou muito. Ou seja, quem não acredita no fantástico e nas superstições acreditarão que a verdade é uma, os outros acreditarão no outro final.
O segundo conto não o conhecia. Tinha apenas ouvido falar e conhecia algumas variantes da essência deste conto. Agradou-me pela crítica sarcástica aos casamentos e relações humanas, por vezes mais complexas do que o olhar nos faz crer.
Sobre o terceiro, admito que desconhecia por completo e que foi uma bela descoberta ao estilo das Mil e uma noites.
De parabenizar a editora por ter tido o cuidado de incluir as belíssimas ilustrações de Arthur Rackham.
Um belo exemplar que vou incluir na minha biblioteca pessoal com todo o carinho.
Quanto à editora... irei com toda a certeza comprar mais títulos. Isto porque já tive a ver no site que este livro insere-se numa colecção com títulos que muito me atraem.



Ilustrações da autoria de Arthur Rackham.


8/10
Lido a 24 de Janeiro de 2010

2 comentários

Náh disse...

Olá, Miar à Chuva!
Estou aqui para convidar você a participar da Brincadeira Literária que estou propondo. É uma espécie de desafio. Você se lembra do primeiro livrinho que leu? Sim? Não?
Então passa lá e confira!
Conto com você!

Beijos,
Náh (
Ler, Dormir, Comer...)

Miar à chuva disse...

Olá Nah,
obrigada pelo convite.
Vou aderir.
Bjinhos
Sandra

Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger