Páginas

Sinopse:
Vem a mim
A primeira vítima é encontrada num terreno de Filadélfia coberto de neve. O detective Vito Ciccotelli consegue a ajuda da arqueóloga Sophie Johannsen para determinar exactamente o que se encontra
abaixo da superfície gelada. Apesar de ter passado anos a procurar objectos enterrados durante séculos, a jovem arqueóloga não está preparada para a série de sepulturas, escavadas com uma precisão arrepiante. As vítimas atormentam-na, mas as sepulturas vazias aterrorizam-na - o assassino ainda não acabou.

Grita para eu ouvir
Ele é frio e calculista, senhor de um jogo maquiavélico. Mesmo com Vito e Sophie no seu encalço, não pára, tem de ocupar outra sepultura vazia e ouvir um último grito - o grito de uma arqueóloga que o enerva e o descontrola...


A minha opinião:
Os meus gostos literários são MUITO variados. Conforme me sinto no momento, a minha escolha pode variar desde o romance, até ao thriller, passando pelo romance histórico e ainda dando um pulinho ao mundo do fantástico. No momento em que me dirigi à estante para escolher a próxima leitura queria um romance com alguma adrenalina e ao escolher este livro, obtive isto e muito mais. Este livro não desilude, cumpre as promessas que faz e deixa o leitor saciado. Não há momentos parados, nem pistas óbvias. A identidade do assassino e a sua motivação só é desvendada pertinho do final, tal como eu gosto. Não há clichés. Além disso, as duas personagens principais - Vito Ciccotelli e Sophie Johannsen - são complexas e reais, o que me fez gostar bastante deles e de acompanhar a evolução da relação amorosa.
Os meus parabéns à autora, aos tradutores (Irene Daun Lorena e Nuno Daun Lorena) e à pessoa responsável pela revisão (Sofia Fonseca) pelo trabalho impecável, e à designer responsável pela capa (Ana Monteiro).
Nota negativa à Bertrand pela escolha do péssimo papel que constitui este livro; um pouco mais fino e dava para usar como papel vegetal (pouco falta). Não percebo também a recente mudança de imagem da capa que, na minha humilde opinião, tem pouco a haver com o enredo:

Deixo aqui o trailer deste livro. O trailer evidencia a parte do triller e dos crimes, mas atenção que essa é apenas uma parte deste livro. Fico com a esperança de que a Bertrand continue a apostar nesta autora...


9/10
Lido a 19 de Abril de 2009

5 comentários

flicka disse...

é uma história demasiada pesada para o meu gosto literário. Nem fui capaz de ver todo o filme do youtube. que horror! lol...

Miar à chuva disse...

LOL... sua sensível ;-D
Mas aí é que está... achei este livro mais "suave" do que o "Aula de risco". Talvez seja porque neste há bastante romance pelo meio e tu envolves-te com as personagens, enquanto que o "Aula..." é pura adrenalina misturada com medo e suspeição.
Para te dizer a verdade até fiquei espantada quando vi este filme. O livro não é assim tão violento!

Paula disse...

Fiquei curiosa com os vossos comentários...
Vou ter de ver

Débora Lauton disse...

Eu também gosto de variar minhas leituras... fiquei curiosa para ler esse, mas acho que vou ter que esperar... pelo que pesquisei esse livro ainda não veio pras bandas de cá... :(

beijos...
Dé...

Homem do Leme disse...

Parece ser um livro bem ao meu estilo. Fiquei muito curiosa.

Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger