Páginas

Sinopse:
Quando a técnica de educação especial Torey Hayden aceitou ocupar-se do jovem Kevin de 15 anos, encontrou um miúdo a quem o mundo exterior causava pânico e que vivia fechado num mutismo voluntário. No entanto aquela era apenas a parte visível de um abismo de sofrimento. Em todas as instituições por onde passara, consideravam-no um caso perdido e a própria Hayden sentiu-o como um vencido e compreendeu que só por milagre conseguiria ultrapassar os muros que ele construíra à sua volta. Mas Hayden tem um coração maior que o mundo e sentia-se incapaz de desistir dele. Pouco a pouco foi descobrindo uma história chocante de violência e abandono e um terrível segredo que um indiferente processo burocrático tinha simplesmente esquecido.


A minha opinião:
Este é o terceiro livro desta autora que leio e que, tal como o primeiro - "A criança que não queria falar" - é uma autêntica tempestade de emoções. Ninguém que leia este testemunho pode ficar indiferente ou não ser conquistado pelo que leu, é impossível.
A história de Kevin é simplesmente aterradora e incrível. Como é que uma criança sobrevive a tais terrores? Para mim, uma situação como esta é simplesmente inaceitável e revoltante.
Torey vê-se afastada, de vez e por opção própria, do mundo escolar e aceita um trabalho numa clínica particular. Um dos primeiros casos que lhe é atribuído já vem com o rótulo de caso perdido. Uma criança que os próprios enfermeiros e técnicos especializados que lidam com ele há já 15 anos chamam de o enjaulado.
De início Torey sente-se fascinada com a possibilidade de estar a lidar com um caso tão raro, complexo e misterioso de mutismo voluntário, mas com o evoluir das sessões de terapia começa a sentir que este é dos casos mais perigosos e exigentes que já teve de lidar.
Um livro maravilhoso que nos faz sentir frágeis na nossa condição de seres humanos e que mexe com a nossa consciência.
Depois de o ler não posso deixar de me sentir um pouco diferente e reverenciadora do trabalho realizado pelos profissionais dedicados a esta área. Uma leitura indispensável.
8/10
Lido a 24 de Setembro de 2009

3 comentários

flicka disse...

só li um livro da Torey Hayden, esse que te emprestei, lembras-te? Estive em frente da autora na feira do livro e tenho o autografo dela. A Torey, por fora, é uma pessoa muito humilde. Por dentro, vi a incrivel força e a generosidade reflectidos no olhar dela. É uma excelente professora, uma pessoa de um grande coração, e acima de tudo, uma salvadora e protectora das crianças! Este livro é teu? Será que mo podias emprestar? :)

Miar à chuva disse...

Olá amiga :)
Fiquei mesmo impressionada por este livro!
Infelizmente este livro não é meu, foi a fbeatiz que me emprestou. Ela fez um ring dele. Podes aproveitar ;)

Tatiana disse...

Adorava ler este livro! quando comecei a ler os primeiros capítulos por causa de um passatempo fiquei super apaixonada e triste por não o ter conseguido ler... pareceu-me uma história super chocante ou pelo menos dava indício que seria!
Sem dúvida, um livro que quero ler!

Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger