Páginas

Sinopse:
Ele entrou na vida dela com a ousadia de uma tempestade.
Ela arrebatou-o com a intensidade de um furacão.
Sete anos e milhares de quilómetros depois… o reencontro está finalmente marcado.

Christian é excêntrico, enigmático, o mais famoso recluso da aristocracia inglesa. Vive isolado, não tem amigos e o seu coração nunca foi tomado por ninguém… com excepção de Leona, uma mulher determinada, exótica, belíssima. Mas isso aconteceu em Macau, naquela que parece ter sido uma outra vida.
As notícias da chegada de Leona a Londres deixam-no aturdido. Christian decide então que nada o impedirá de finalmente a possuir. Não podia saber que entre as famílias de ambos pulsam segredos impossíveis de ignorar… e que o grande amor da sua vida acalenta um mortal desejo de vingança!

Uma viagem no tempo até uma era marcada por escândalos, intriga e desejos secretos, no novo e sensual romance de Madeline Hunter: a história de um homem capaz de arriscar tudo pela mulher que ama – até a revelação do seu mais secreto pecado.




A minha opinião:
Já não é mistério nenhum que eu gosto desta autora. Sempre que a Asa edita algum livro desta senhora é ver-me a ir direitinha a uma FNAC, BERTRAND ou livraria da esquina.
Parte do fascínio que esta autora provoca deve-sa sobretudo à fluidez na escrita dela que permita que, por muito complicada que seja a trama, os leitores devorem os seus livros sem dar conta do passar de páginas.

Quanto a este livro, os principais pontos já estão escarrapachados na sinopse e daí eu não avançar mais.
A personagem principal masculina Christian, ou Edmund, já tinha aparecido nos livros anteriores como alguém afastado da sociedade por sua escolha, um autêntico eremita excêntrico com muito poder social e político, mas a verdadeira razão do seu afastamento apenas neste volume é desvendado. Por acaso é algo que não me passava pela cabeça, cuja surpresa fez-me gostar ainda mais deste livro.
Christian é um homem que já está habituada a que os outros se vergam perante a sua vontade e ímpetos e não admite um não, respondendo com ferocidade quanto tal acontece. Com Leona ele irá enfrentar uma mulher forte, determinada e que está habituada a lutar no perigoso mundo dos homens (piratas, muçulmanos,...) e que não age contra os seus princípios ou determinações. Perante tal mulher Christian terá de refrear muito o seu ego gigantesco.

Gostei da luta entre as duas personagens, embora a personagem principal masculina não tenha sempre lutado de forma honesta. O único GRANDE senão neste livro é a sua enorme carga erótica. Tantas referências sexuais entre estas duas personagens! Demasiadas, na minha opinião. Tirando isto, este é mais um excelente livro que nos ensina (pelo menos a mim ensinou, porque desconhecia por absoluto) a enorme culpa que Inglaterra teve no tráfico e disseminação do ópio pelo mundo.

7,5/10
Lido a 15 de Dezembro de 2010

3 comentários

Diana disse...

Últimas horinhas (até às 23h59 de hoje) para participar no super passatempo duplo da Presença:

http://refugio-dos-livros.blogspot.com/2010/12/o-refugio-dos-livros-em-colaboracao-com.html

Participem :D

Diana - Refúgio dos Livros

Miar à chuva disse...

Olá Diana,
Apesar de não ter sorte nenhuma com os passatempos, já participei no teu.
Obrigada pela visita
Sandra

v_crazy_girl disse...

Tenho que ler este livrinho!!

Qualquer dia não sei o que faço com a minha lista de livro para ler a aumentar xD

Bjs*

Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger