Páginas

Sinopse:
UM JURAMENTO SAGRADO
UM ANJO CAÍDO

UM AMOR PROIBIDO
Apaixonar-se não fazia parte dos planos de Nora Grey. Nunca se sentira atraída por nenhum dos rapazes da sua escola, apesar da insistência de Vee, a sua melhor amiga.
Então, aparece Patch. Com um sorriso fácil e uns olhos que mais parecem trespassar-lhe a alma, Patch seduz Nora, deixando-a completamente indefesa.
Mas, após uma série de encontros assustadores com Patch, que parece estar sempre onde ela está, Nora não consegue decidir se há-de cair-lhe nos braços ou fugir sem deixar rasto.

Em busca de respostas para o momento mais confuso da sua vida, Nora dá consigo no centro de uma antiga batalha entre imortais. E quando é chegada a altura de escolher um rumo, a opção errada poderá custar-lhe a vida.


A minha opinião:
Para ser sincera peguei neste livro a pensar que iria ler o início e ficaria por aí. Tenho andado um pouco saturada de tantos livros de e sobre vampiros, e neste parecia-me que a autora tinha feito uma pequena reciclagem (substituiu os vampiros por anjos) e a receita seria a mesma. Como me enganei!
Aqui está um bom exemplo de um livro fantástico original e que poderá viciar muitos leitores sem recorrer à mesma fórmula vampiresca da Stephanie Meyer.

Nora Grey é uma jovem sem grandes paixões. É uma aluna que tenta obter boas notas e que luta para vencer o desgosto de ter o seu pai assassinado em circunstâncias misteriosas. Com uma mãe praticamente ausente por causa do trabalho, Nora é uma jovem solitária que pode contar apenas com a empregada Dorothea que é quase da família e a sua amiga tresloucada Vee. Apesar de compreender que a ausência da sua mãe é uma luta para não perder o emprego e conseguir dinheiro suficiente para a sobrevivência das duas e para a manutenção da casa de família, Nora irá constantar que a solidão a que se dedica poderá revelar-se fatal.

De um momento para outro a vida pacífica e quase monótona de Nora vê-se totalmente preenchida com a presença de Patch, o motoqueiro negro e sedutor, o simpático e sempre prestável Elliot que anda sempre acompanhado pelo estranho Jules, ao que se adiciona a nova psicóloga da escola que está mais interessada em afastar Nora de Patch do que no trauma pelo qual Nora passou há um ano atrás.

O livro é altamente viciante e para isso contribui o facto de quase todas as personagens terem algo a esconder. Até a amiga de infância Vee parece estar sempre a convidar Nora para irem para sítios isolados.

Suspeitas, ameaças, vingança e mortes são alguns dos ingredientes deste livro que me deu bastante prazer.
Não é de todo uma obra prima, mas será uma série que irei acompanhar com muito gosto.
Porto Editora... para quando os próximos volumes?

7,5/10
Lido a 4 de Dezembro de 2010

1 comentário

v_crazy_girl disse...

Li este livrinho há pouco tempo e também tenho uma crítica a ele fresquinha. Concordo com a tua opinião, embora deva dizer que no início a personagem masculina irritava-me um pouquinho... só com o tempo é que me fui habituado a ela e tal...

Mas estou deserta que os próximos livrinhos saiam :P

Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger