Páginas

Sinopse:
Esta é a história de um livro e de todos os seus 333 exemplares impressos. É a história secreta do impacto de um livro na vida de cada um dos seus leitores, e de como um rectângulo de papel pode transformar uma vida.



Excertos:

"(...) são os livros que te escolhem - não és tu que escolhes os livros. o livro é um mundo à procura do leitor (...) como uma alma que encontra o seu corpo (...)"


"(...) porque o que se escreve na água do coração nunca parte nem morre, é mais permanente que a própria língua das palavras que sustenta as frases como uma corda invisível, como uma pauta que o uso ou o peso invisível da música acabam por carcomir e desaparecer."


"Os livros cumprem o seu destino, e morrem dele."


"Estive viva enquanto o meu livro vivia, e agora que o último exemplar arde enquanto falo, posso partir.
No sepulcro das últimas vontades, dos últimos dias, narrei todos os destinos em que a minha história se moveu e se perdeu. um livro não nos pertence: mas quem lhe deu vida une-se ao destino da história, as suas veias abrem-se para os mares da cabeça do leitor, e vive até o último leitor morrer. O meu corpo foi feito de todas as mortes do livro. Mesmo que um leitor ame os livros, como posso saber se esse amor é durável? Todos os livros são a consciência do tempo, reflectido; mas os homens não podem ver o tempo de frente; e por isso morremos nesta terra, destruindo as mensagens que roubamos ao silêncio. Até termos de o fazer de novo, repetidamente, e até as voltarmos a perder."


"Agora que o último livro morreu, posso partir. Estive presa nesta história durante séculos, ligada ao destino do que escrevi. Até aqui, meu amor, não podia amar-te: todo o real gritava que não nos conseguíamos tocar. Mas liberta daqui, atirada por todos os séculos até ao fundo do tempo, dentro dos restos deste livro te chamo. Fechada de luz dentro deste livro te chamo.”


A minha opinião:
Um livro bonito com uma escolha de palavras que fez com que fossem criadas frases maravilhosas como as descritas acima. Talvez porque tinha as expectativas demasiado elevadas e fui exigente em demasia na leitura não consigo considerá-lo como um livro muito bom. Penso num outro que já li, ainda este ano, que nos fala igualmente de livro(s) e que achei e acho superior a este (ver arquivo ou clicar aqui). Não digo isto em termos de qualidade de escrita, mas sim na capacidade que o livro teve e tem em me conquistar, em me envolver.
Não vou revelar muito sobre do que trata este exemplar uma vez que grande parte do prazer de o ler advém da surpresa do inesperado. Apenas digo que é a estória dos 333 exemplares de um livro. Cada um destes 333 livros envolve quem o possui e amaldiçoa e influencia o seu destino. O resto é para cada um descobrir.
Um bom livro.
6,5/10
Lido a 22 de Agosto de 2009

6 comentários

Homem do Leme disse...

Tenho este livro na minha lista de livros a comprar. Vamos ver quando é que o adquiro, pois a lista é loooooongaaaaaa.

Boas Leituras!

Miar à chuva disse...

Olá Homem do Leme,
Desejo-te boas leituras e boas compras.
Quanto à lista ser grande... isso é relativo. O que parece ser longo para uma pessoa, pode ser pequenita para mim ;)
Bjinhos e obrigada pela visita.

Homem do Leme disse...

Tens um prémio no meu blogue.

Hérida Ruyz disse...

Oiê!
Só passei p/ dizer que deixei um Mimo p/ vc lá no Lendo Nas Entrelinhas.
Bjs

tonsdeazul disse...

Já andei a namorar este livro nas livrarias, mas ainda não o adquiri... Vou aguardar que me ofereçam numa época festiva! :)

Boas leituras!

Miar à chuva disse...

Olá Homem do Leme e Hérida,
Agradeço profundamente a lembrança e o carinho. Vou já consultar os vossos blogues e ver. Muito obrigada a ambos!

Olá tonsdeazul,
Por acaso este exemplar é emprestado, mas estive a ver e este livro não é muito caro (14,31€) mas sempre podes ver se a biblioteca municipal da tua zona o tem. A biblioteca de cá tem 3 exemplares!
Obrigada pela visita e pelo comentário.

Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger