Páginas



Sinopse:
Judas Coyne colecciona o macabro: um livro de receitas para canibais… uma corda usada num enforcamento… um filme snuff. Uma lenda do death metal de meia-idade, o seu gosto pelo bizarro é tão conhecido entre a sua legião de fãs como os excessos da sua juventude. Mas nada do que ele possui é tão inverosímil ou tão medonho como a sua última descoberta, um artigo à venda na Internet, uma coisa tão estranha que Jude não consegue resistir a pegar na carteira.
“Vendo o fantasma do meu padrasto a quem fizer a licitação mais alta.”

Por mil dólares, Jude tornar-se-á o orgulhoso dono do fato de um homem morto que se diz estar assombrado por um espírito inquieto. Ele não tem medo. Passara a vida a lidar com fantasmas – o fantasma de um pai violento, o fantasma das amantes que abandonara sem compaixão, o fantasma dos companheiros de banda que traíra. Que importância teria mais um? Mas o que a transportadora entrega à sua porta numa caixa preta em forma de coração não é um fantasma imaginário ou metafórico, não é um benigno motivo de conversa. É real.



Críticas da Imprensa:
“Uma obra de terror da maior qualidade.”
Time

“Uma história de terror desenfreada, hipnotizante e perversamente espirituosa.”
The New York Times

“Uma história de horror forte. Tem momentos genuinamente emocionantes.”
Library Journal

“Uma estreia memorável.”
Publishers Weekly

“Joe Hill criou uma obra que está ao nível de muitos clássicos do horror.”
Horror World Book Reviews

“A obra de Hill é tão assustadora como um telefonema de um amigo que morreu.”
Entertainment Weekly

“A Caixa em Forma de Coração é uma leitura assustadora.”
Chicago Sun Times



Sobre o autor:
Joe Hill é o pseudónimo utilizado pelo filho de Stephen King para assinar as suas obras, por não querer ser beneficiado pela fama do pai.
Nasceu em Bangor, no Maine, andou no Vassar College e licenciou-se em Inglês em 1995. Hill começou a escrever histórias e romances depois de terminar a faculdade, editando algumas histórias em 1996, catorze das quais reunidas na sua colecção de estreia, 20th Century Ghosts (2005). Também escreve para banda desenhada, incluindo o número Fanboyz da série Spider-Man Unlimited (2005).
Foi galardoado com o Ray Bradbury Fellowship e o A. E. Coppard Long Fiction Prize e ganhou o prémio William L. Crawford de melhor escritor de fantasia actual em 2006. Vive com a mulher em New England.


A minha opinião:
Uma excelente estreia do filho do aclamado Stephen King.
Tudo se inicia com um estranho leilão em que o objecto leiloado é um fato negro. Mas o problema é que o fato traz algo de sinistro consigo. Quem o comprar estará para sempre acompanhado pelo espírito maligno de Craddock McDermott. Um homem que em vida tinha sido tão cruel como o limite da nossa imaginação conseguir visualizar. Um homem que nem depois de morto descansa. Um homem com sede de sangue, com sede de vingança.
Judas Coyne colecciona tudo o que tenha a haver com o macabro e quando vê o leilão na internet não resiste e compra o fato. O que Judas desconhece é que desse fatídico momento em frente, a sua vida não terá mais sossego. A paz só virá com a sua morte e a morte de todos aqueles a quem Judas sente carinho e amor.
Se a isto tudo acrescentarmos uma motivação obscura e mortal para o tal leilão, então temos um livro perfeito para ler à noite em caso de insónia.
Não posso dizer que adorei lê-lo, mas sim que gostei mesmo muito. Já à muito tempo que não lia um livro de terror/ horror e gostei de conhecer a obra do filho de Stephen King. Já diz o velho ditado que filho de peixe sabe nadar.
7/10
Lido a 6 de Agosto de 2008

2 comentários

Flicka disse...

Estou inscrita num Ring deste livro, mas ainda falta muito para o receber... Vou ter que esperar! enfim!

Miar à chuva disse...

Ihihi :D
Tem calma T. ... se o pessoal for como eu que só lê à noite, pode ser que os que estão inscritos à tua frente tenham insónias ao ler este livro e trás... tens o livro na tua cabeceira num instante ;D

Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger