Páginas

 
Sinopse:
Livro vencedor do prestigiado World Fantasy Award, A Biblioteca reune seis histórias fantásticas ligadas à bibliofilia, fazendo-nos pensar em Jorge Luis Borges e na sua biblioteca infinita, mas também no universo de Kafka ou de Umberto Eco.
No conto de abertura, um escritor descobre um site onde todos os seus livros, inclusive os que ainda não escreveu, se podem consultar; num outro, uma comum biblioteca transforma-se durante a noite num arquivo de almas; noutro, ainda, o Diabo decide estabelecer os níveis da literacia infernal...
 
 
A minha opinião:
 
Esta é a segunda vez que um pequeno livro, quer em dimensões (de bolso), quer em número de páginas, me preenche as medidas de forma tão completa.

O primeiro livro foi "Desconhecido nesta morada" que ainda hoje permanece na minha memória e coração como sendo um dos meus livros favoritos de sempre.
Esta "A Biblioteca" não chega ao patamar do anterior, mas anda lá perto como uma obra multifacetada, hilariante e ao mesmo tempo estranhamente assustadora a quem, como eu, adora livros e gosta de ter uma biblioteca pessoal, por muito pequena que seja.
 
É constituído por seis contos em que a bibliofilia é representada como rainha do mundo:
 
- A Biblioteca Virtual - Retrato de uma biblioteca à distância de um clique. Descoberta através de um mail que a princípio parecia um mero spam, o protagonista ver-se-à enredado por uma situação tensa e limite.
 
 
- A Biblioteca Particular - E se um dia na nossa caixa de correio dessemos conta de um livro misterioso de título "Literatura Universal"? E se um volume não fosse o fim? E que tal dezenas deles? Quais as consequências de tal descoberta?
 
 
- A Biblioteca Nocturna - Desta vez o protagonista chega à hora do fecho da Biblioteca e vê-se fechado durante o fim-de-semana. Mas o que parecia ser uma catástrofe, transforma-se numa descoberta impensável - a existência de uma biblioteca nocturna onde apenas existem "os livros de vida".
 
 
- A Biblioteca Infernal - E um dia morremos... mas vamos parar ao inferno. E para penitência eterna? Qual o pior castigo que nos poderiam dar para toda a eternidade? Algo impensável!
 
 
- A Biblioteca Minimal - Um escritor com problemas de inspiração é presenteado com um estranho livro que de cada vez que se abre, uma nova obra literária aparece. Será que ele vai conseguir à tentação?
 
 
- A Biblioteca Requintada - Aqui a ironia é rainha! Imaginem um leitor com uma biblioteca particular. Leitor esse que tem um profundo desprezo por livros de bolso. Mas eis que um dia depara-se com um instruso nas suas estantes. Nada mais, nada menos do que um horrível livro de bolso no meio das sua belíssimas encadernações, denominado "A Biblioteca". Quem ganhará a batalha das vontades? O livro ou o Homem?
 
 
9/10
 
 

2 comentários

Leitora disse...

Olá Miar à chuva
Este livrinho está literalmente aqui na minha perna. Consegui encontra-lo hoje aqui na minha estante para poder desfrutá-lo em breve. A minha curiosidade por ele aumentou após ter lido deste escritor "O Último Livro" uma obra brilhante que eu adorei. Tenho a minha opnião no blogue atmosfera dos livros.
Beijocas e boa leitura;)

Miar à chuva disse...

Olá Leitora,
Também tenho o "O Último Livro" para ler.

Já tinha lido a tua opinião e como gosto de policiais, já estou a ver que vou adorar o próximo deste autor.
Obrigada pela visita e pelo comentário!

Sandra aka Miar à chuva

Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger